sexta-feira, 26 de outubro de 2018

Recado do Odilon para região de MS


quarta-feira, 24 de outubro de 2018

REUNIÃO SUPRA PARTIDÁRIA


Gostariamos de convida-lós para nossa grande reunião. Vamos juntos ouvir nosso candidato ao Governo do Estado. Compareça! Compartilhe esse convite!! Juiz Odilon 12



terça-feira, 23 de outubro de 2018

Entrevista com o candidato ao governo: Odilon de Oliveira - SBTMS - 01/10/18


segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Odilon assume liderança na reta final

Com 52,5% Odilon assume liderança na reta final, diz pesquisa IPEXX Brasil




O candidato ao governo do Estado, juiz Odilon de Oliveira, já aparece na frente do oponente, Reinaldo Azambuja (PSDB), nesta reta final e agora está em primeiro, de acordo com pesquisa divulgada nesta segunda-feira, 22, feita pelo Instituto de Pesquisa Ipexx Brasil.

A pesquisa mostra Odilon com 52,52% dos votos válidos, contra 47,48% do concorrente. Nas duas análises anteriores deste segundo turno o pedetista se mostrava em segundo, mas empatado no limite da margem de erro.

A pesquisa foi feita nos 12 maiores colégios eleitorais: Campo Grande, Dourados, Três Lagoas, Corumbá, Ponta Porã, Naviraí, Nova Andradina, Aquidauana, Sidrolândia, Paranaíba, Maracaju e Coxim.

Para Odilon, as últimas pesquisas estão mais perto da realidades das ruas. “Não temos rejeição e cada dia mais as pessoas estão aderindo ao nosso projeto. No corpo a corpo sentimos isso diariamente. Nessa última semana vamos intensificar a campanha e levar nossas propostas à população, que já se decidiu pela mudança de verdade. Agora é a hora da virada”, declarou, acrescentando que os apoiadores voluntários devem continuar firmes no trabalho formiguinha de conversar com as pessoas em todo o Estado.

O nível de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máximo estimado considerando um modelo de amostragem aleatório simples, é de três pontos percentuais para mais ou para menos. Foram entrevistados 1.040 eleitores, entre os dias 17 e 21 de outubro. A pesquisa foi registrada no TRE-MS sob o número 05585/2018.

Rejeição

O levantamento mostra que a Rejeição de Reinaldo continua maior. D e acordo com a amostragem, 35,10% dos entrevistados disseram que não votariam no candidato a reeleição de jeito nenhum, contra 25% de Odilon.

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Acesse o Site de EDSON PAIM NOTÍCIAS




CLIQUE NO SEGUINTE LINK:





Acesse também



CLIQUE NO SEGUINTE LINK:





BLOGUEIRO APAIXONADO - EDSON PAIM (Música)





segunda-feira, 15 de outubro de 2018



https://www.google.com.br/search?q=JORNAIS+DE+MARO+GROSSO+DO+SUL&oq=JORNAIS+DE+MARO+GROSSO+DO+SUL&aqs=chrome..69i57j0l5.20712j1j4&sourceid=chrome&ie=UTF-8



NOTÍCIAS DOS MUNICÍPIOS SUL-MATO-GROSSENSES

CLIQUE NO SEGUINTE LINK;

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Alexandre de Moraes é o novo ministro de Justiça e Cidadania

Ministro disse que entre as prioridades da pasta está o combate à corrupção e à criminalidade organizada


O novo ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes, tomou posse em cerimônia realizada, nesta quinta-feira (12), no Palácio do Planalto. Na ocasião, o presidente em exercício, Michel Temer, deu posse a outros 22 ministros. Logo depois, Moraes participou da cerimônia de posse do novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes.  
Moraes disse que entre as prioridades da pasta está o combate à corrupção e à criminalidade organizada, principalmente em relação ao contrabando de armas que entram no Brasil. 
"Há uma fronteira absolutamente desguarnecida, e isso que vem provocando um aumento na criminalidade violenta no País. Vários Estados do Norte e do Nordeste que, há dois ou três anos, começavam a reverter alguns índices de homicídio, agora passaram por um aumento de novo em virtude dessa criminalidade violenta", afirmou.
Sobre o ministro
Alexandre de Moraes é advogado e consultor jurídico. É graduado pela Universidade de São Paulo (USP), onde também obteve os títulos de Doutor em Direito do Estado e Livre-docente em Direito Constitucional. 
Em 1991, ingressou na carreira do Ministério Público do Estado de São Paulo, onde foi promotor de Justiça de 1991 a 2002 e exerceu, entre outros cargos, o de promotor de Justiça da Cidadania e assessor do procurador-geral de Justiça. Também foi primeiro-secretário da Associação Paulista do Ministério Público, eleito pela classe. Em 2002, foi nomeado secretário da Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo, exercendo o cargo até maio de 2005, quando foi eleito para o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). 
De agosto de 2004 a maio de 2005, acumulou a presidência da antiga Fundação do Bem-Estar do Menor (Febem/SP), hoje Fundação Casa. Em junho de 2005, foi nomeado membro da 1ª composição do Conselho Nacional de Justiça, em virtude de ter sido eleito para ocupar a vaga de jurista pela Câmara dos Deputados. 
De 2007 a 2010, exerceu os cargos de secretário municipal de Transportes de São Paulo, acumulando as presidências da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e São Paulo Transportes – Companhia de Transportes Públicos da Capital (SPTrans), tendo, também, acumulado a titularidade da Secretaria Municipal de Serviços de São Paulo, no período de fevereiro de 2009 a junho de 2010. De 2015 a 2016, foi secretário de Estado da Segurança Pública de São Paulo. 
É autor de diversas obras jurídicas, entre elas, os livros: Direito Constitucional, Constituição do Brasil Interpretada e Legislação Constitucional, Direitos Humanos Fundamentais, Jurisdição Constitucional e Tribunais Constitucionais, Presidencialismo, Agências Reguladores, Legislação Penal Especial, Direito Constitucional Administrativo.
Brasilgov
Postado por: Ygor I. Mendes